Dor lombar na Gravidez

ARTIGOS MÃES&FILHOS

Dor lombar na gravidez

É transversal a muitas grávidas sentirem “dor nas costas”.
Podem surgir logo a partir do primeiro trimestre, devido à produção da hormona relaxina, mas é mais comum aparecerem a partir do segundo e terceiro trimestre. Estas dores são mais frequentes na região lombar da coluna vertebral e podem prolongar-se até a região sacroilíaca, pélvis e, por vezes, até aos membros inferiores.

Causas da dor lombar na gravidez

Durante a gravidez o corpo da futura mãe sofre alterações inevitáveis com o intuito de a preparar para o momento do parto.

Alteração da postura

Desde o início da gravidez ocorrem alterações do centro de gravidade do corpo da mãe devido ao crescimento do bebé e do peito que fazem com que a grávida ajuste a sua postura gradualmente. Uma das principais alterações posturais e que influência todas as outras é o aumento da curvatura da coluna lombar, a hiperlordose.

Postura da grávida

Postura da grávida

O aumento da lordose lombar está associado a um excesso de esforço da musculatura das costas que leva ao aparecimento de tensão e consequentemente dor. Eventualmente esta tensão provoca compressão das raízes nervosas na região e aparece a chamada – ciática. Esta situação pode ser agravada com o aumento da separação dos dois músculos abdominais (a diástase abdominal) ao longo da gravidez pois estando estes alongados e com menor eficácia de contracção não conseguem ajudar as costas.

Postura da grávida

Reeducar a grávida a colocar a sua bacia na posição certa, para não forçar a musculatura lombar, pode ajudar no alívio da dor.

Correção da postura da grávida

Ganho de peso da grávida

Numa gravidez saudável, a mulher pode ganhar entre 9 a 12 kg (situação ideal), sendo que a coluna vertebral terá que suportar este peso adicional. Como falado anteriormente, um aumento de esforço muscular por parte das costas pode ter como consequência compressão de diversas estruturas musculares, vasculares e nervosas na região da pélvis e coluna vertebral, levando ao aparecimento da dor. Será inevitável que a grávida ganhe peso, mas controlar este ganho para que se mantenha dentro dos limites estabelecidos pelo seu obstetra será uma forma de afastar as dores de costas.

Produção das hormonas relaxina e progesterona

Estas hormonas promovem o aumento da elasticidade dos ligamentos na região pélvica e da coluna vertebral para que as articulações estejam mais maleáveis no momento do parto. Numa mulher não grávida o movimento dentro de articulações como a sacro-iliaca e vertebrais é pequeno, no entanto, demasiado movimento conduz à instabilidade articular. Os efeitos desta hormona causam portanto uma laxidão geral e consequente instabilidade.

Um outro factor que poderá causar dor lombar é o stress emocional.

O stress cria tensão muscular que, mantido durante um longo período de tempo, gera dor. A grávida ao sentir dor contrai-se podendo provocar espasmos musculares. O espasmo muscular exacerba a dor e entra-se assim num ciclo difícil de quebrar.
No último trimestre da gravidez com o aumento das contracções de treino para o parto, contracções Braxton-Hicks, a tendência para o espasmo muscular poderá ser maior.

Dor Lombar

Como prevenir e tratar a dor lombar

Evite usar sapatos de salto muito alto: os sapatos de salto alto aumentam a sobrecarga na coluna vertebral e alteram a postura da grávida, aumentando a lordose lombar.

Evite sentar-se de pernas cruzadas: esta posição faz com que a cintura pélvica e a coluna não se encontrem numa posição simétrica, levando a um desequilíbrio na activação muscular.

Evite levantar objetos pesados: Caso seja necessário, peça ajuda e dobre sempre as pernas ao pegar no objeto, evitando sobrecarregar a coluna

Durma confortável: Utilize almofadas para se colocar numa posição confortável enquanto dorme e dar apoio às costas

Almofadas na gravidez
Almofadas na gravidez

Trate de si: Se tem tendência para acumular tensão muscular previna uma crise e realize massagens terapêuticas regularmente (3 em 3 semanas/1 vez por mês). Para saber mais clique aqui.

Realize exercício físico regular: Seja em grupo ou individualmente, está comprovado que o exercício físico e o alongamento regular é uma das melhores formas de prevenção e tratamento da dor lombar e controlo de peso. Os exercícios de pilates clínico promovem um fortalecimento da coluna vertebral em harmonia com o abdominal e correcção da posição da bacia, melhorando a postura da grávida com um consequente alívio da dor. Para saber mais clique aqui.

Depois de compreender os princípios de pilates e conhecer melhor o seu corpo auto-corrija-se no dia-a-dia!

Pilates Clínico Pré-parto

Inês Cancela de Abreu

Fisioterapeuta

Saiba mais sobre o tratamento de lesões

Tratamentos de estética